31 de julho de 2010

Decisões


Um dia decidimos deixar fluir...tentar até o final...pagar pra ver. E então passamos a crer que o melhor de nossas intenções é o bastante para garantir nosso lugar no céu.
Céu de terra,
de toque,
daquele corpo deitado ao seu lado, numa tarde qualquer de um domingo nublado, em que era final de mês e decidimos ver DVD's porque o dia 5 do mês ainda estava um pouco longe.
O melhor dos dois ali. Foi o que sempre pareceu ser.
E foi assim que se decidiram que fariam tudo certinho, como manda o figurino, que pensariam em todos para que ninguém se magoado...Que teriam calma...Um pouco de magia nunca faz mal a ninguém.
Segredos ao telefone, e quase se podia imaginar que estavam numa mesa de bar, ou rindo demais num churrasco na casa de seus melhores amigos. As melhores intenções estavam ali. Já disse isso, não foi? Estavam nele, nela.
Mas um dia...Ah, sempre um dia! Aqueles dias que amanhacem normais como todas os outros dias daqueles últimos meses amanheceram. Nada demais! Parecia...
Apenas uma conversa torta, talvez estressante pela impaciência dela, pelo cansaço dele.
Uma frase mal colocada, um ouvido estressado que deturpa o que escuta e a decisão.
Não. Não mais! 
Simples assim! Como dois e dois são quatro. Como o sol sempre se põe no oeste; la perto da Barra ou de Jacarepágua.
Assim...Como uma pretensão exata que se torna real pela racionalidade de seus defensores.
Mas nada é tão simples assim.
Desligar o DVD, colocar os gastos no cartão de crédito para aproveitar a noitada ou mudar de casa para evitar brigas com parentes. Fácil. Como dois e dois são quatro!
Mas o Não nunca é assim...tão, tão, fácil. Quase sempre necessário, como um pedido de socorro dos batimentos acelerados, mas que perde a forma por sua essência ambígua, por ser instrumento da raiva utilizada como artefato da razão.
Ambiguidade que se transforma em Talvez após os primeiros dias pós-ressaca. E rompe a casca do casulo para se transformar em Sim - ou em um Mais uma vez -, logo nos primeiros milésimos do segundo em que se ousou discar aquele número maldito, ou após o enter que envia o e-mail no fim de um outro domingo qualquer.
Do outro lado, risadas maldosas, disfarçadas de vitória, de alívio porque nada foi tão definitivo assim. Enquanto isso, na ponta mais fraca da corda, quem permite se sabotar pela auto-fraqueza do Não estará sempre a um passo de tornar-se bola de gude das apostas do inimigo.
Nunca mais é como deveria ter sido.
O charme da partida perdeu seu total encantamento quando. O retorno marcado pelo rabo entre as pernas chega com a ideia de que é saudade, de que é coragem, de que é paixão, ou de que é qualquer outra coisa além da incerteza do medo.
E de nada adiantaram as boas intenções.
Foi apenas uma decisão! Que deveria ter sido mantida até o fim.

15 comentários:

Janaina disse...

Uau!
Vejo que a necessidade de escrever deu lugar ao hiato. E foi bom porque o texto está belo e verdadeiro e repleto de sentimentos que podemos sentir contigo. Mesmo que a história não seja real.
Beijos.

Vane disse...

Suspirei aqui, rss...
Gostei da originalidade do texto.
E, conforme o título, é das tais temidas decisões que é feita a vida.
Beijos no coração.

Melanie Brown disse...

Hey fofura de menina, ti dei um presentinho, esta em meu blog!!

BjO'

(não pressa não deu pra ti ler desta vez, mas volto!)

Bianca Pyl disse...

fazi tempos q não vinha aqui me encantar com suas escritas simples e profundas.

admiro-te

Alexandre Gil disse...

para surgir uma borboleta, precisa existir uma morte! Assim é a natureza. Vira-se uma página, se inicia um novo livro com todas as emoçoes e mistérios que a vida permite!!! Eu estou assim, em nova fase, veja meu blog lá

Ana D disse...

Imagens maravilhosas texto fluído e emotivo . Gostei por demais

Sandra Azevedo disse...

perfeito

Luna disse...

Um dia chegou um momento pra mim que eu tinha que decidir entre ser feliz, e ser triste. Isso implicava mil decisões, então decidi ser feliz.

Tathiana disse...

Como saber se uma decisão é acertada? Só tentando. E que sempre haja lugar pra mudanças, que nunca seja "tão definitivo assim"...
Bjs.

Asas que ultrapassam os domínios do Sol disse...

Olá,
sou sua mais nova navegante!
sou apaixonada pelo mar, e apesar de me considerar alada, o mar me encanta.
Essas decisões são o X da questão MESMO!
Erramos, acertamos, vivemos e até nos perdemos por elas...
cada um no seu navio às vezes parece pouco...
mas posso dizer, no fundo de um MAR, ou na imensidão de um céu, o nosso pequeno navio não é nada!!!!
precisamos contemplar mares e céus para que saibamos a questão melhor para cada um.
Um abraço
hilda (sua amiga alada), Belém

João Lenjob disse...

Música
Dança
Artes Cênicas
Literatura
Moda
Fotografia
Esportes Alternativos e muito mais.
Todo dia uma atração diferente comandada por mim no Castelo do Poeta, http://castelodopoeta.blogspot.com. Aprecie, comente, siga e indique.

Fiel Segredo
João Lennjob

Não tem como dizer que não mexo com você
E nem dizer que não gosta de mim
Porque sei que gosta e por isso evita
Sei que sente o que o sentimento exercita
Que teme provocar um encanto sem fim
E que sabe que penso somente em você.

Não tem como dizer que não mexo com você
E que nada em mim nem um pouco atiça
Você quer, tem coragem e diz que tem medo
Guarda em seu peito o mais fiel segredo
Sabe que em você tudo em si me enfeitiça
E que no final do meu caminho encontro você.

Julia disse...

que lindooo!!!

Antes eu fazia isso constantemente, sempre no final do mês!!! MALDITA TPM.... Meu namorido ria de mim, e dizia.... fica quietinha pra eu gostar de vc fica?? rsrsrsr

Thaís Miranda disse...

Flor, ha quanto tempo nao venho aqui... que saudade.
Bem, pra tudo na vida é preciso coragem... A gente pode fazer por nós mesmos. Sempre pode ser diferente, mas nem sempre depende da decisão exclusivamente nossa...
Por isso, dê espaço para o novo, e principalmente espaço pra vc mesma... de se analisar, conhecer, evidenciar... e aí a gente consegue ver tanta coisa boa, e aos poucos compreender a razão de quase todas as coisas...
Beijos querida!
A Dona do Castelo

Julia disse...

kd vc????

Alê Crol disse...

Olá. lindo texto...
Um Feliz dia do amigo!
Bjs!

Siga esta onda

Related Posts with Thumbnails

Siga esta onda

Related Posts with Thumbnails