15 de novembro de 2009

Carta ao Pai

Falei tanto de você ontem, falei muito na viagem à Bahia também. Conto para justificar porque engordei, porque cortei o cabelo, porque me afastei de tantas pessoas e tantas se afastaram de mim. Conto para parecer que estás por perto. Parece, que de repente, ser FILHA se tornou meu melhor motivo de viver. Uso tua presença para cumprir meus sonhos, para ser melhor em cada pequena coisa, para amar cada dia mais a nossa família.

Queria só mais um minuto contigo, um papo depois do almoço, ler o jornal de domingo.

Hoje, estava muito calor e almoço era bacalhoada. Eu sabia que ias adorar, que ia tomar um banho morno e ficar andando pela casa sem camisa, com todos os ventiladores ligados. Nos lembramos pouco de ligar o rádio, nunca mais ouvimos a voz do Raul Gil. Estas manias eram suas.Também quase não compramos mais queijo minas e a fruteira não tem mais laranjas.

Não queria falar de você, queria falar para você. Contar que conseguimos realizar o que você desejou pra mim, que a minha mãe voltou a estudar, que engordei mais um kilo, mas que o meu cabelo está lindo e sei que irias elogiar, se pudesse.

Outro dia, minha mãe disse que já mudou muito a forma de enxergar a vida. Foi a primeira vez que senti uma conotação positiva nas frases dela. O Ygor fez Crisma. Estava lindo o seu netinho, chorou o tempo todo e eu sei o motivo. Todas as contas estão sendo pagas em dia. E o Banco te mandou uma carta.

Fizemos um churrasco no meu niver e mamis trouxe uma amiga do colégio. Tive tanto orgulho. Fiquei pensando nas brincadeiras engraçadinhas que farias com a "amiguinha" dela. Estou tão bem no trabalho, precisas ver como sei escrever, como me elogiam.  Não tenho mais os mesmos amigos, mas estou bem na minha solitude.

Outro dia, senti seu cheiro no travesseiro, tirei a fronha, mas não passou. Era seu cheiro em tudo. Preferi dormir sem travesseiro. Durmo na sua cama todas as noites. No cantinho, como você gostava de dormir, como me pediu. Lembra disso, foi sua última frase antes de ir pro CTI?

Minhas gargalhadas voltaram a ser reais e eu quase não choro mais.

Mas a saudade é latejante. Todos os dias.

Está embutida nos sonhos que tenho contigo, nas poesias que não me comovem mais, no apartamento que comprei, na nossa foto em frente a cama, no fato de eu saber que você não estará me esperando acordado quando eu chegar em casa com o dia amanhecendo. Eu te vejo nos seus netos, te sinto no abraço da minha mãe, te reconheço nos meus irmãos. E sorrio cada vez que lembro de um momento nosso.

Não choro porque não é justo contigo. A promessa era que ficaríamos todos bem. Cada dia melhor.

As paredes da sala estão pintadas de um vermelho lindo, acabamos a reforma, só falta a casa de cima. Somos tão felizes aqui. Almoçamos juntos todos os domingos. Estamos bem, mesmo sem você. Estamos bem, principalmente por você. Espero que saiba disso. E por favor, descanse. Se um dia quiseres voltar, estaremos lhe esperando. Prometo.

9 comentários:

...aquela que voa disse...

Que forte!
Deus abençoe você e sua família.

E Parabéns ao seu pai por uma filha que escreve tão bem - entre outras coisas tão bem feitas...

Bjs :*

Yussef disse...

Pai é uma instituição interessante.
Sentimos muita falta dela quando nos falta.
Sentimos muita alegria por ela estar presente.
Abraços

Luca disse...

Eu não conheço teu trabalho, mas q tu escreve bem por aqui é fato. Eu acredito q já disse isso antes.

E onde estiver, teu pai também deve estar mto orgulhoso do bem-estar de vcs.

Que Deus abençoe o espírito dele e toda a graça q ele deixou por aqui.

Bjooo

Lis. disse...

As lembranças queridas trazem vida à nossa vida, e quando traduzidas com o grau de carinho narrado em seu texto, me faz ver que há um canto seleto e precioso em seu coração, um canto onde perdura amizade e amor.

Parabéns.

Roberta disse...

eu tava pensando agora q vc tinha bandonado o blog, ahhha vc me surpreende... eu n conheço essa dor, mas sei q dói amiga, sinto sua falta, espero ser um pedacinho de alegria pra sua vida...
te amo demais... saudades saudades imensas
bj

Tarugo Verborrágico disse...

Entende a saudade que sinto da Mariana e da minha mãe ?Acho que agora vc entende .

Bianca Pyl disse...

Jaque, querida, que linda carta ao seu pai. Eu sempre fico pensando em escrever uma para meu irmão, já faz 10 anos que ele faleceu...

Os sonhos são os melhores momentos, quando eu estou com muita saudades, penso muito nele, eu acabo sonhoando com um abraço, é sempre um abraço sentido, não uma cena vista, sabe?

Beijos

isasinha disse...

Ai, Jaque... estou com lágrimas nos olhos e um nó na garganta pela saudade, que é igualmente latejante para todos que perderam alguém a quem amavam. Lindo texto, linda métrica! Ele está orgulhoso de você! eu também!

Luciana Andrade disse...

Lindíssimo teu texto e líndissimo o carinho...
Mtivos não faltam para seu pai estar orgulhoso da filha que tem.
Adorei a arinha nova do blog.

Siga esta onda

Related Posts with Thumbnails

Siga esta onda

Related Posts with Thumbnails