9 de agosto de 2009

História Verídica

Minha irmã trabalha na administração de uma rede de motéis. Ai, hoje, ela chega em casa, pela manhã, com uma galinha branca dentro do carro, presa dentro de uma caixa de papelão. Sim, o cliente deixou "de presente" para ela a bichinha presa no quarto do motel.

E pra piorar, minha mãe tirou do cachorro de minha irmã o prazer de matar a galinha e ela mesma matou. Não sem antes ficarmos de olho para ver se a bichinha tinha sofrido violência sexual lá no motel!!!

Enfim, poderia ter virado nossa janta, mas já tínhamos comprado camarões para fazer um risoto.

Tem horas que entendo porque não recebo alta da análise. Freud explicaria, mas preferi Jung.

4 comentários:

. fina flor . disse...

também prefiro Jung, querida

beijocas e boa semana

MM.

paraiso disse...

Nossa, eu nao ia gostar desse presente, nao mesmo...

Beijos e espero mais visitas sua no meu blog..

Deh Bastos disse...

eitaaaa...

já ganhei um filhote de porco de um cliente kkkk

mtooo bom sue blog kkk

ocasodoacaso disse...

No minímo, sui generis...
tadinha da galinha...

Siga esta onda

Related Posts with Thumbnails

Siga esta onda

Related Posts with Thumbnails